Falar Dormindo

Rate this post
Entenda um pouco sobre algumas das principais causas para que este distúrbio de falar enquanto você dorme vire frequente. Não é uma doença, mas se tem tratamento. Confira algumas dessas explicações.

Para você que acha isso completamente estranho, pode ficar tranquilo, pois falar dormindo pode acontecer não somente com você mas aproximadamente com a maioria da população global. Segundo os médicos, o nome deste distúrbio que faz com que você fale dormindo é chamado de Sonilóquio! Você pode dormir e falar alto, baixo, ou realizar sons simples, distorcidos ou estranhos e conversar naturalmente, e ocorre muitas vezes devido a saída transitório do seu sono.

Principais causas de falar dormindo

As pessoas que sofrem com este transtorno, normalmente são limitadas a falarem normalmente ao dormir, algumas até murmuram, sem parar e nem perceber. Geralmente é causado por transtornos no sono que gera alguns distúrbios de comportamento, terror durante as noites, e até podendo virar sonambulo. Segundo os especialistas falar ao dormir acontece por imaturidade neurológica por isso atinge muitas vezes as crianças ainda em desenvolvimento. Isso não tem nada a ver com sono excessivo.

É bom que você saiba alguns explicações, pois se formos colocar uma média, muitas crianças e pré-adolescentes criam este habito de falarem ao dormir pelo menos uma vez na semana.

Pode ser antes ou depois de dormir, a pessoa pode falar entre esta transição, é o tratamento é apenas deixar ela desaparecer naturalmente.

Tratamento por falar dormindo

Como não se trata de uma doença, não é tratado com remédios. É apenas um distúrbio neurológico. Deve se tomar muito cuidado ao acordar uma pessoa sonilóquio, pois elas podem se assustar. Ela certamente não lembrará de nada. Quando a pessoa atingir uma maior idade, ela poderá não ter mais este transtorno.

O que você pode fazer para auxiliar neste tratamento, é não ficar agitado, e não deixar a pessoa que sofre com isso comer coisas pesadas a noite, ou dormir tarde até mesmo para que ela tenha um sono tranquilo e sem pertubações. Não se assuste, apenas auxilie sempre com métodos simples que o transtorno com certeza não aparecerá mais.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*